• Igor Eduardo

Nornes - As tecelãs do destino

Völvas (profetisas) ou Valas (videntes), independente do termo, as Nornes são as deusas responsáveis por tecer os fios do destino de todas as criaturas dos Nove Mundos. Sem se subordinar a ninguém, também são as responsáveis por regar Yggdrasil (Árvore do Mundo) e colocar argila branca em suas raízes para evitar a destruição causada por Níðhöggr, o dragão que todos dias rói as raízes da árvore. Suas ações não são baseadas em suas preferências pessoais, portanto elas não irão beneficiar alguém e nem punir se isto não estiver já determinado pelo Wyrd (destino), única Lei que importa a elas. Seus nomes são Urdh, Verdandhi e Skuld, que significam respectivamente ‘'aquilo que foi’’, ‘’aquilo que está sendo’’ e ‘’aquilo que poderá vir a ser’’, fazendo alusão ao passado, presente e futuro. Vistas como representação da Deusa Tríplice, Urdh é a face Anciã, aquela que é a mais sábia, mais velha, com mais experiência. Verdandhi é a Mãe, o aqui e o agora, é a reação de nossas ações ou desistências. Já Skuld é a mais jovem, a Virgem Velada e também a Destruidora, ela representa o que irá acontecer dependendo da ação do presente. Não se sabe muito sobre a origem das Nornes, somente surgiram assim como a Vaca Primordial Audhumbla. Segundo o mito, todos os dias as divindades aesir se reúnem com as ‘’Três Irmãs do Wyrd’’, como também são conhecidas, na fonte de Urdh para buscar aconselhamentos. O dia da semana ligado à essas energias é o sábado. Suas pedras são a obsidiana, turmalina, granada, rodonita, calcita e aragonita. Os símbolos que podem as representar são fios, teias, cordas, punhal, tesoura, véu, pergaminho ou até argila mesmo. As cores são preto (Urdh), vermelho (Verdandhi) e branco (Skuld). E as runas de associação são hagalaz (Urdh), Nauthiz (Skuld), Isa (Verdandhi) ou Peorth (vale para as três).

Dica de ritual: Dia da semana: Sábado Para: Quebrar padrões negativos do passado modificando destinos desfavoráveis. Itens: 01 – Vela Preta 01 – Vela Vermelha 01 – Vela Branca Segue: Verifique se há isqueiro/fosforo por perto, um prato ou pires para deixar as velas queimando e um copo com água para que você não precise levantar caso sinta sede. Sente-se confortavelmente, mantendo a coluna ereta porém sem rigidez, coloque as mãos sob as coxas, feche os olhos e respire profundamente pelo nariz e solte o ar pela boca, por três vezes. Imagine um círculo de luz na cor branca formando-se ao seu redor, no sentido horário. Dentro deste círculo você se sente protegida. Agora tome ciência dos quatro elementos presentes em seu corpo: o ar que entra em seus pulmões purificando suas células de toxinas negativas, a água presente em 70% de nosso corpo, toda sua estrutura óssea que é rígida como as rochas, elemento terra, e todo o calor no seu corpo que é fruto da sua energia, elemento fogo. Conecte-se a essas energias e as convide para trabalhar contigo. Una as palmas das mãos frente ao peito e sinta as suas polaridades equilibrando-se, Masculino e Feminino, Yin e Yang em perfeita harmonia. Respire profundamente pelo nariz e ao soltar o ar, vá movimentando os pés e as mãos lentamente e abrindo os olhos. Agora que está preparada, pegue a vela preta e segure-a entre suas mãos e, com suas palavras, peça a Urdh que limpe do seu passados todos os traumas e culpas que impedem o seu progresso. Feito seu pedido, acenda a vela e posicione no pires ou pratinho. Pegue a vela vermelha e a posicione entre as mãos, feche os olhos e agora peça a Verdandhi que te ajude a se aceitar mais, sem julgamentos ou medos de viver seu propósito e seu destino. Acenda a vela e coloque-a para queimar junto da vela preta. Por último, segure a vela branca e direcione sua oração a Skuld, e agora você vai pedir para atrair situações mais favoráveis no seu futuro, modificando destinos desfavoráveis que poderiam estar sendo influenciados por padrões de pensamentos adquiridos no passado. Fique por alguns instantes contemplando a chama das velas e é interessante perceber os insights que poderão surgir. Quando estiver preparada, feche os olhos, junte as mãos em forma de oração e agradeça pela energias das divindades e dos elementos disponibilizadas. Imagine o círculo de luz que está ao seu redor se desfazendo no sentido anti-horário e subindo até o céu em forma de espiral. Abra os olhos lentamente e beba uma água. Deixe as velas queimando até o fim e depois descarte o que sobrar na natureza. Bom ritu 😘 @omagomistico


26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo